16 julho 2010

OS CAMELÔS DA FÉ

Kleber Matias

Quem aqui gostaria de ganhar sozinho na mega-sena? pergunta o auto-intitulado bispo Edir Macedo, a um auditório com milhares de pessoas. Claro! continua. Todos queriam ganhar essa fortuna. Silêncio total na plateia. Mas para ganhar é preciso pagar! Fazer o jogo! Concordam? A audiência calada acena afirmativamente. O bispo percebe o momento de fragilidade, o momento X, e afirma com uma convicção inabalável: Assim é também com o Espírito Santo! Faz uma pausa, olha para o público de forma teatral e arremeta a frase bombástica: mas para recebê-lo –o Espírito Santo --nós também temos de pagar! Tais expedientes não são exclusivos de Edir Macedo. Também os RR $oares e os $ilas Malafaia da vida utilizam técnicas semelhantes. Dublê de péssimo cantor e missionário evangélico o Senhor RR $oares, há dois meses, pedia descaradamente aos “colaboradores”, ajuda para a compra de um avião, com a finalidade de agilizar seu deslocamento, para mais rapidamente “evangelizar o mundo”. Graças a Deus, agora já pode promover o $how da Fé em qualquer lugar do planeta, ligeirinho. O último, juntamente com a sua mulher Elizete Malafaia, vendem milhares de exemplares de uma nova versão da Bíblia: A Bíblia da mulher vitoriosa; a bordo de seu jatinho de 12 milhões de reais.
Recentemente foi publicada na Folha de São Paulo, uma matéria na qual havia uma denúncia de que a cúpula da Igreja Universal estabeleceu um prêmio --uma viagem internacional-- aos sete pastores que mais arrecadassem dízimos dos seus fiéis. Encontra-se disponibilizada na Internet, as imagens de uma videoconferência comandada pelo bispo Romualdo Panceiro, em 2008, ministrando técnicas de como extorquir os fiéis. Sem dúvida, foi criada e está sendo implantada gradualmente, uma nova crença religiosa: o money-teísmo.
O poder destes neopentecostais, não se limita apenas à mídia televisiva. Além da TV Record e suas afiliadas, existem mais de trezentas rádios --AMs FMs -- e outras tantas on-line em atividade no território nacional e em dezenas de outros países. Isso sem falar dos jornais e revistas. Possuem ainda o controle da segunda maior associação brasileira de rádios e TVs (ABRATEL). Esse poderio também se faz presente na esfera política, que conta hoje com uma bancada de 40 deputados federais e um senador, o Senhor Marcelo Crivella. A base filosófica dessa nova crença, privilegia aqueles que conseguiram tornar-se “bem-sucedidos” economicamente, como “prêmio” pela sua adesão a tais igrejas. A partir de suas contribuições em dinheiro, receberão graças, materializadas sob a forma de prosperidade econômica. Prega-se ainda que o sucesso no mercado, tornar-se rico, portanto, significa a um só tempo, realizar um destino louvável aos olhos de Deus e necessário do ponto de vista da organização das sociedades.
O crescimento desses grupos, cuja projeção do IBGE, há cinco anos, apontava para a perspectiva de que haveria cinqüenta milhões de evangélicos em 2010, somente aqui no Brasil, reforça de certa forma a possibilidade de que amanhã possamos acordar sob a vigência de uma república teocrática evangélica. Há alguns anos, os setenta milhões de adeptos da seita de George Bush, Born Again Christian, uma das mais antigas e fanáticas, iniciou uma campanha para fazer da música God Bless America, o hino oficial daquele país. A letra dessa canção nada tem a ver com a exaltação das belezas da terra, ao amor pelo país, não enaltece os feitos heróicos do seu povo, como condiz a um hino nacional. Apenas exalta, como diz o título, que Deus abençoe a América (do Norte, bem entendido!).
Até quando se vai permitir esse acintoso comércio da fé cristã? A cada dia toma-se conhecimento de um número maior de pessoas desesperadas por terem caído no golpe desses hereges. Numa adaptação, a seu bel-prazer, da Bíblia Sagrada, distorcem os fatos e os direcionam ao ponto de vista que lhes convêm. Gostaria de saber como interpretariam Mateus (24;11) –e surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos, (24;12) e por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. Diante desses milhares de traidores da verdadeira mensagem de Jesus, começo a desconfiar de que Judas, era além de tudo, muito ruim de negócio.

4 comentários:

Rodrigo Versalles disse...

Saiu uma matéria no jornal Extra, de hoje, informando que a promotoria de justiça Manhattan acusou a tesoureira da Igreja Universal do Reino de Deus - Nova Iorque, fraudar documentos e falsas declarações... Empréstimo de 40 milhões de reais em nome da igreja, Universal do Reino de Deus, fundada por Edir Macedo, nos EUA.

Página 11, canto inferior, esquerdo.
Não tem essa matéria no extra on line.

http://www.expressomt.com.br/noticia.asp?cod=78715&codDep=2

Paula disse...

Sempre haverá os que mercadejam com a fé. Isso faz parte da natureza humana, até o dia em que não haja mais religião e estejamos libertos o suficiente para compreender a Deus.
Grande abraço!

Anônimo disse...

Parabéns pela coragem de abordar um tema tão polêmico neste pais catoláico,estes mercadores da fé deveriam de alguma forma serem detidos,pois o comércio da fé é a coisa mais deplorável que o ser humano pode fazer.
Um grande abraço

Anônimo disse...

Nada do que foi dito no seu arquivo é novidade,porem a maneira como voçê coloca as palavras nos faz refletir,mexe com a gente parabéns e aguardo novos artigos seus. Pedro Bastos